Castelo Monsanto | Monsanto

O castelo de Monsanto está implantado num maciço rochoso, na margem direita do rio Pônsul, a origem das suas primeiras fundações é uma questão ainda em aberto, pensando-se que lusitanos, romanos, visigóticos e árabes possam ter contribuído. O castelo propriamente dito, de aquitetura militar e medieval de índole templária, foi mandado construir por D. Afonso Henriques, sob a responsabilidade de D. Gualdim Pais.

No reinado de D. Dinis sofreu obras de reconstrução e de ampliação das suas defesas. No reinado de D. Manuel I foram fortalecidas as defesas do castelo com a edificação de cinco torres. Sofreu ainda mais remodelações durante a Gerrra da Restauração (séc. XVII), tendo sido nessa altura também remodelada a Capela de N. Sra. do Castelo. Durante a Guerra Peninsular (início do séc. XIX), foi novamente remodelado tendo sido demolidas as cinco torres, e construídas três novas baterias de reforço ao portão da entrada e um baluarte colateral e adaptação da igreja do castelo a paiol, que mais tarde explodiu e causou graves danos ao castelo.

 

Depois de muitas transformações e demolições ao longo dos séculos, o Castelo e as Muralhas de Monsanto foram classificadas em 1948 como Monumento Nacional.

O castelo alberga diversos elementos culturais e históricos, como a Torre de Menagem, o seu ponto mais alto, e a Capela de São Miguel, à volta da qual se encontram misteriosas sepulturas esculpidas na pedra, e cuja origem permanece indeterminada, podendo providenciar uma indicação do carácter pré-templário das fundações do local.

O Castelo é um dos símbolos da "Aldeia mais Portuguesa de Portugal", estando irreversivelmente ligado a outros símbolos da aldeia, como as pequenas matrafonas de Monsanto ou a Festa das Cruzes.

Horário de Funcionamento: Sempre aberto

Morada: R. do Castelo 32, 6060-091 Monsanto

Contatos: Informações Posto de Turismo: 277 314 642

  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook

© 2017 GRUPO GALA | All Right Reserved