Museu das Belas Artes - Casa do Ensino 

museu-belles-arts-71
museu-belles-arts-101
Felip-V-2

Edifício erigido em 1758, por ordem do Arcebispo Andrés Mayoral para educar crianças pobres, como tinha feito na cidade de Valência. Tem uma fachada simétrica com 5 varandas de ferro forjado por andar, e o brasão do arcebispo encontra-se na entrada principal.

Após as obras de adaptação, é desde 2014 o Museu de Belas Artes de Xátiva, albergando uma extensa colecção de temas mitológicos e religiosos, retratos, paisagens, cenas populares e tradicionais e obras vanguardistas valencianas.

Museo Casa de la enseñanza.png

Podemos ver obras de Pop-Art (estilo típico dos anos 60 do século XX), destacamos uma pintura da Escola de Paris com elementos típicos de Picasso e Van Gogh.

O museu tem também uma sala dedicada a pintores nascidos em Espanha, como: José Guiteras Soto, Joaquín Tudela, José García Tortosa "El Vernia", Rafael Perales Tortosa, Vicente Santaolaria, entre outros.

Nesta sala, destacam-se os retiros feitos por Vicenti Castell à conhecida família Sorthu e também o retrato de Vicente Giner pintando Sorolla.

Especialmente importantes são as gravuras de Jacques Callot e Los Caprichos y Disparates de Francisco de Goya.

Na Sala Bourbon encontrará a famosa pintura de Felipe V exibida de cabeça para baixo, uma consequência da memória histórica do povo setabense que não esquece o seu passado. Filipe V ordenou a queima e destruição de Xàtiva durante a Guerra da Sucessão Espanhola (1701 - 1713). A pintura foi colocada nesta posição em 1940 pelo conservador do museu, Carlos Sorthu.

O QUE FAZER

Visitas Próximas

Tempo