Convento de Santo António dos Capuchos

 

 

 

Do Convento de Santo António dos Capuchos (também conhecido por Igreja e Hospital de Santo António ou Hospital Velho), construído no séc. XVII só se conservam a Igreja Original, a Sacristia e o Claustro.

 

É um edifício onde se misturam a arquitetura religiosa, maneirista, barroca, rococó e neoclássica.

 

Situa-se no Monte Latito ou Colina Sagrada, zona mais alta da cidade, a poucos metros do Castelo e do Paço dos Duques de Bragança.

Foi comprado pela Misericórdia de Guimarães no séc. XIX (13 de julho de 1842), foi alvo de profundas obras de reconstrução e foi transformado em Hospital (cujo funcionamento se prolongou até 1985).

 

A fachada segue o modelo arquitetónico das igrejas franciscanas. A igreja barroca tem uma única nave e uma capela mor retangular. Destaque para os azulejos joaninos do endonartex; para os retábulos colaterais em estilo rococó, e para o retábulo mor neoclássico. No claustro maneirista destaca-se as galerias suportadas por colunatas toscanas, com chafariz central. De referência obrigatória é a sacristia com refinado trabalho em talha dourada, onde os contadores embutidos na parede se confundem com a decoração.

Em 2008 a Santa Casa da Misericórdia de Guimarães criou um Roteiro Museológico, dele fazendo parte a Igreja de Santo António dos Capuchos. Neste roteiro os turistas podem uma parte do património da Misericórdia, e simultaneamente são convidados a caminhar pelos corredores, pátios, e pelo imponente claustro, a visitar a igreja do convento e a sua magnífica sacristia.

O seu interesse cultural e artístico advém deste ser um espaço onde se cruzam a religião, cultura, o património e os valores da arte, pelo que não pode deixar de o visitar.

  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook

© 2017 GRUPO GALA | All Right Reserved