A Lenda de Zaida

O seu nome advém do facto das pequenas janelas exteriores, que se encontravam preservadas, terem o formato de ferradura, alusão à arquitetura do tempo e do povo que a construiu – arquitetura mourisca.

A torre dos Mouros é uma das pequenas do Castelo de Almodovar, foi construída para visualizar e controlar a passagem da entrada muçulmana primitiva (que seria fechada no século XIV), conseguindo-se deste modo vigiar o segundo recinto intermédio. Dificultando a entrada no pátio de armas e a possível intrusão no castelo.

No final do século XIX estava em avançado estado de ruína, coservando ainda assim alguns elementos da sua origem califal – a parede poente, parte da galeria abobadada inferior, as aberturas dos buracos de iluminação do corpo principal, a mocheta e piso primitivo da porta de entrada, o início do arco da escadaria, entre outros vestígios. Também estava de pé a maior parte da galeria abobadada, que tal como a do Revolcadero, perfurava a parte inferior da torre à altura do caminho intermédio. 

 

Durante o processo reconstrutivo não houve problemas em manter a estrutura original do edifício. Ainda que reconstruída, a Torre dos Mouros conserva a similitude com a torre construída no século X.